“NA BALANÇA DE DEUS”! – Por Pr. Carvalho

carvalho-cplEstive por um bom tempo sob o pastoreio de um grande homem de Deus, com quem aprendi muitos valores. As suas prédicas eram sempre objetivas, fortes e com uma infinidade de elementos de reflexão pessoal, a partir dos valores cristãos consignados na Bíblia Sagrada. Sou grato a Deus por sido agraciado com aqueles momentos de aprendizagem!
O nome desse honrado servo é Pastor José Ribamar Carvalho dos Santos, um pai de família exemplar, líder religioso sério, respeitador, amigo, enérgico nas suas decisões… um professor de “teologia prático-vivencial” com laurel de excelência. Deus seja louvado por sua vida e ministério!

Mas a razão de me referir ao meu insigne professor; a esse baluarte do Evangelho de Cristo não é somente para enaltecer as suas qualidades e o quanto ele me motivou na caminhada ministerial, mas, para fazer uso de uma frase que ele sempre dizia nas suas preleções durante a assembleia geral, nos cultos de Ensino Bíblico, quando nos instigava à busca de um padrão de vida cristã genuinamente bíblica. A frase é a seguinte: “SOBE NO PRATO DA BALANÇA DE DEUS, MEU IRMÃO”! Era fantástico ouvir aquela expressão! A gente ficava sempre atento; como diz o escotismo “Sempre Alerta”, tendo o cuidado para não entristecer o Espírito Santo.

“Subir no prato da abalança de Deus”! É disso que precisamos. Temos que ser humildes e compreender que não somos perfeitos. Precisamos ser capazes de dizer “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.”  (Salmos 139: 23) e de pedir: “Examina-me, SENHOR, e prova-me; esquadrinha os meus rins e o meu coração.”  (Salmos 26: 2). Isso é “subir no prato da Balança de Deus”! É submeter-Se à Sua Palavra e ser capaz de reformular alguns conceitos filosóficos firmado a partir de convicções inócuas do achismo pessoal.
Quando subimos “no prato da abalança de Deus”, deixamos o lastro da altivez e da autossuficiência, pilares da ignorância espiritual, e nos apegamos ao Senhor que “Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo” (II Coríntios 10: 5) e nos direciona para a verdadeira sabedoria quem vem do Alto (Tiago, 3: 17).
“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!” (Salmos 19: 14) Ao subirmos “no prato da balança de Deus”, somos inseridos em um processo contínuo de transformação. Quanto isso Salomão nos diz que “a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” (Provérbios 4: 18). Essa mudança é auxiliada pela presença do Espírito Santo que age em nós dando-nos os seus frutos (Gálatas, 5: 22). Se tivemos a coragem de subirmos “no prato da balança de Deus” ali seremos transformados; mudaremos o nosso “modus vivendi” para melhor: Corpo e mente estarão em sintonia com céu, com os valores espirituais. É lá que aprendemos a controlar as nossas emoções e a pronunciar palavras que produzem vida!
Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.”  (Tiago 1: 17). “Subir no prato da balança de Deus” é estar no lugar da bênção; é estar na presença do autor da vida; é receber, pessoalmente, sem nenhuma interferência, a inspiração e o direcionamento para uma vida marcada por conquistas.
Finalizo desejando que Deus seja sempre contigo. Que o faça vencer os desafios da vida. Mas, como dizia o meu nobre pastor: “SOBE NO PRATO DA BALANA DE DEUS” e veja se precisas fazer um regime!
Brincadeiras à parte, mas a coisa é séria. Antes de sair para apontar os erros dos nossos irmãos, temos que ser capazes de corrigir os nossos (Mateus, 7: 3)!
Uma ótima semana para você e a sua FAMÍLIA!!
Capitão José Maria Soares de Carvalho
Capelão do 4º BPM – Gurupi/TO
Ministro do Evangelho, Membro da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil, matrícula nº 34.696. Segundo Vice-presidente do Campos das Assembleias de Deus  de Gurupi/TO, Bacharel em Teologia, Bacharel em Direito, pós-graduado em Planejamento Educacional, pós-graduando em Direito do Trabalho. 

Comente

O seu e-mail não será publicado Os Campos obrigatórios estão marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Site protegido contra Spam

Subir